Irmãs de Verdade – O que é sororidade?

* Por Paula Roschel *

Uma palavra que ecoa pelas ruas de países latinos e ganha forma também em movimentos sociais no Hemisfério Norte pode ser confundida facilmente com sonoridade, mas não estamos falando aqui especificamente de som claro e nítido e sim de um grito de acolhimento e força.

O que seria, então, essa tal sororidade?

É um termo que não existe na língua portuguesa, mas que significa a união entre mulheres que se identificam como parceiras, amigas e irmãs.

Parece algo que acontece com muita naturalidade num primeiro momento, porém é recorrente na “boca do povo” a ideia de que mulheres não conseguem ser verdadeiramente amigas umas das outras, pois após algum momento de convivência a briga ou a quebra de confiança vem à tona, como se fosse uma condição natural de ser mulher.

Da onde veio essa ideia de que somos rivais umas das outras?

Essa noção é completamente social, levada de geração em geração por uma cultura patriarcal e bastante machista. Aliás, nossa falta de união também alimenta o machismo, essa noção de supremacia masculina que não beneficia mulheres ou homens, pois fomenta violência e rigidez para ambos os lados.

Mulheres que entenderam esse conceito de sororidade e perceberam que olhar para outra com empatia e não mais como a “recalcada” das letras de música ou “aquela que só quer roubar o namorado”, como se o homem fosse um mero objeto passivo que não participa de jogos de conquista e quebra de fidelidade, encontraram uma maior qualidade de vida.

Sororidade faz isso porque nos leva a ter mais confiança, a olhar para o mundo e não se sentir só. É a possibilidade de dividir dúvidas sobre o corpo, a mente e a sociedade.

Sororidade anda de mãos dadas com o feminismo (que, aliás, logo será tema de outra de nossas crônicas), que é essa ideia de igualdade entre os gêneros, é paz, é consciência. É a essência de grandes movimentos e hashtags, como a
#juntassomosmaisfortes.

No fim da história, a história não tem fim. Vamos resgatar a nossa capacidade de sermos companheiras de vida, sorele, como se diria em italiano, enfim, irmãs de verdade.