Esmalte que duuura

A brasileira ama fazer as unhas. E mesmo gostando de variar a cor do esmalte com frequência, ela quer que o tom e o brilho fiquem bonitos e intactos o maior tempo possível. Junte aí a atual febre da manicure profissional em gel, que tem como principal vantagem a longa durabilidade, e fica fácil entender porque esmaltes com alta performance têm despertado tanto interesse, em especial o que é elaborado com proteção UV. Entenda mais sobre esses novos produtos e o que eles realmente oferecem.

Vera Golik e Shâmia Salem

O desejo de se cuidar e a falta de tempo para fazer isso com frequência ajudou a impulsionar o sucesso da manicure profissional em gel, que passou a buscar cada vez mais esmaltes de alta performance. O mercado atendeu ao chamado oferecendo uma série de atrativos: formulações que deixam as unhas mais fortes e resistentes, cores mais intensas, que não descascam com tanta facilidade, com brilho extraordinário… Mas, nesse filão o produto que tem proteção UV se destaca, aponta o Caderno de Tendências 2019-2020 da ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), produzido em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Que proteção é essa?

Segundo a farmacêutica Mika Yamaguchi, os filtros normalmente usados em esmaltes são do tipo físico e eles têm fator de proteção solar baixo. “Isso porque o intuito é tentar manter a cor original do produto por mais tempo, uma vez que ela é muito afetada pelos raios solares. Como consequência, a pintura fica bonita por mais tempo e não adquire aspecto de envelhecida ou desbotada com o passar dos dias”, explica ela, que é diretora científica da Biotec Dermocosméticos, em Campinas (SP).

De acordo com o Caderno de Tendências da ABIHPEC, top coats que prometem essa proteção contra a radiação solar já são comercializados em lojas e e-commerces internacionais. Entre as marcas que oferecem a novidade estão a Artisan e a Elfa.

Outros cuidados e ‘respiro’

Mesmo que você seja louca por colorir a ponta dos dedos, não esqueça de dar um tempo para suas unhas ‘respirarem’. “Por mais que o esmalte tenha uma formulação inteligente, com proteção UV, ativos hidratantes e fortalecedores, por exemplo, as unhas precisam ficar livres de qualquer pintura ou cobertura por pelo menos um dia entre as idas à manicure ou a troca de cores em casa”, avisa a dermatologista Carolina Ferolla, de São Paulo. Na prática, a médica diz que o ideal é seguir essas três recomendações:

••• Utilizar um bom removedor de esmaltes, para garantir a eliminação total dos resíduos do produto sem correr o risco de agredir as unhas ou ressecar as cutículas.

••• Aplicar, na sequência, um óleo hidratante específico para unhas e cutículas. “A formulação oleosa é que age de maneira mais efetiva nas unhas”, esclarece a especialista.

••• Não aplicar mais nada nas unhas, nem uma basezinha transparente ou fortalecedora, por pelo menos 24 horas.