Cosmético sem água

A água é uma das maiores preocupações quando se pensa no futuro do planeta, e um tema que tem estimulado a indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos a criar alternativas que usem quantidades cada vez menores desse líquido na produção (e esse é um ingrediente que está na maioria absoluta dos potes e frascos que usamos) ou até mesmo a dispensem na elaboração de seus produtos. E já tem muita coisa boa nas prateleiras. Confira e tenha mais motivos para saber escolher melhor o que você usa. Vem saber!

Vera Golik e Shâmia Salem

Tecnologia sustentável é uma das maiores preocupações atuais da indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. Levantamento feito no Caderno de Tendências 2019-2020 da ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), produzido em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) apontou o esforço dessa indústria para o uso mais consciente dos ingredientes de origem natural, pela busca de técnicas que preservem o meio ambiente e processos earth-friendly para a produção, o transporte e o armazenamento dos produtos.

Essa produção amiga do planeta faz ainda mais sentido quando a gente sabe que cinco em cada dez consumidores acreditam fortemente que podem fazer a diferença para o ambiente e a vida na terra por meio de suas escolhas de compras e ações de consumo, segundo uma pesquisa global realizada pela Euromonitor International, em 2016.

Esse consumidor mais consciente ainda tem como ponto principal de preocupação com o futuro o cuidado com a água, apontou o relatório atual da WGSN, Future of Beauty (Futuro da Beleza). Não poderia ser diferente, já que a discussão sobre a conservação da água faz parte da agenda de vários países e, vale lembrar, o líquido ainda é parte essencial dos cuidados pessoais, de saúde e de higiene.

Pensando em maneiras de reduzir a utilização desse bem tão precioso ou até mesmo dispensar o uso dele na fabricação e na aplicação de cosméticos, surgiram ou foram reeditadas ideias apaixonantes, entre elas:

XAMPU A SECO
Em spray, o produto elimina a oleosidade e o aspecto de sujo dos fios, deixando-os soltinhos como se tivessem sido lavados. “Muitas marcas ainda são elaboradas com ativos que disfarçam odores de cigarro, poluição e comida, tornando o produto uma ótima opção principalmente para quem se utiliza de muito processo químico nos cabelos e não quer perder o resultado desses procedimentos lavando a cabeça com frequência. Sem contar que também é uma boa pedida para quem faz escova e não quer ver seu visual indo por água abaixo, literalmente, só porque suou na academia ou cozinhou para a família”, destaca o hairstylist Júnior Carvalho, do salão C.Kamura, em São Paulo.

DEMAQUILANTE SEM ENXÁGUE
Justamente por ter esse benefício, o produto geralmente é elaborado com ativos hidratantes e, mesmo assim, não deixa o rosto oleoso nem suscetível ao aparecimento de acne.

LENÇOS
Há inúmeras opções, entre elas algumas para retirar maquiagem e oleosidade excessiva, para esfoliar o rosto e até para higienizar os dentes! Todas dispensando o uso da água corrente.

MARCAS ENGAJADAS
Entre as marcas que já conseguem produzir cosméticos sem adição de água está a americana Pinch of Colour, que fabrica maquiagem sem usar o líquido e arrecada fundos para melhorar o acesso à água potável em países em desenvolvimento. Outro caso citado no Caderno de Tendências 2019-2020 da ABIHPEC é One Love Organic, que também criou uma linha waterless, com ingredientes naturais que dispensam o uso de água, como bambu, alcachofra e melancia.

Esperamos que a ideia flua, se espalhe e chegue até nós rapidamente e em grandes ondas, inundando o mercado nacional de boas opções.