Beleza inclusiva: modelo de 19 anos com síndrome de Down vence concurso internacional

* Especial Lifetime para Vera Bellezza

Historicamente, os concursos de beleza contribuíram muito para a construção de um ideal impossível de mulher perfeita, reforçando que para ser bonita é preciso ser magra, alta, branca e ter cabelos lisos.

Hoje, felizmente, as próprias mulheres estão ajudando a descontruir esse ideal.

Os primeiros resultados a gente já começa a ver por aí, nos concursos de beleza que contemplam corpos e tipos diferentes e provam que a real beleza está na diversidade!

Kate Grant, por exemplo, é uma dessas modelos que estão fazendo bonito mundo afora.

A irlandesa, de 19 anos, acabou de bater 40 candidatas no Teen Ultimate Beauty Of The World e se sagrou como uma das adolescentes mais bonitas do mundo.

Tudo isso com um detalhe muito especial: ela tem síndrome de Down.

Kate é a primeira pessoa com Down a ganhar um concurso internacional de beleza.

Em seu discurso de agradecimento, a jovem disse que o verdadeiro significado de beleza é o que você é, não o que aparenta. “Bondade, compaixão e sua luz interna, essa é a verdadeira beleza. Se os juízes viram isso em mim, então estou feliz”.

Quando nasceu, Kate foi desacreditada pelos médicos. Sua mãe, Deirdre, conta que ouviu que sua filha não falaria direito e jamais conseguiria ler ou escrever. Ela disse que pensou muito nesses médicos quando viu a filha ser coroada, em agosto.

Kate sonha em ser modelo desde os 13 anos de idade. Ela chegou a fazer alguns trabalhos, mas sempre teve de lidar com negativas e preconceito. O convite para participar do Teen Ultimate Beauty Of The World veio depois que sua mãe publicou uma foto da filha explicando a situação. A mensagem teve quase 30 mil compartilhamentos e chegou aos organizadores o concurso.

A vitória de Kate é, portanto, uma vitória da diversidade!