Beleza com filtro

Entre chuvas fracas e temporais, o sol continua firme e forte nesse nosso país tropical. É verdade, já estamos torradas de saber que se proteger é preciso mesmo quando o céu está cheio de nuvens e que excesso de sol faz mal à saúde, mas queremos mais. A pergunta que não quer calar é: você usa protetor solar por que gosta ou porque sabe que não dá para ficar sem? Para, literalmente, unir o útil ao agradável, a indústria investiu pesado para atender aos nossos desejos, criando fórmulas que além de manter o alto poder de proteção contra os raios UVA e UVB, também tratam de problemas específicos da pele. VERA BELLEZA lista aqui o que há de melhor nas prateleiras para que você tenha mais opções e possa aproveitar desse sonho que já é realidade.

Por Vera Golik e Shâmia Salem

Um dos maiores desafios da categoria de produtos de proteção solar é fazer a gente deixar de enxergar seu uso como obrigação e passar a ganhar mais benefícios e sentir prazer na sua aplicação. Para isso, as empresas investiram no desenvolvimento de produtos que vão além de cumprir a função de nos proteger dos efeitos nocivos do sol: esbanjam pesquisa e tecnologia, inspirados nos cosméticos sul-coreanos e japoneses, com forte apelo de cuidado com a pele. Conheça algumas das principais categorias para saber escolher o que mais atende o que você quer para sua pele:

PROTETOR QUE TAMBÉM TRATA

Sabe qual a novidade para reparar e acalmar peles sensíveis, sensibilizadas, que sofrem com rosácea ou ficam vermelhas depois de procedimentos estéticos, como peeling ou laser? São os filtros solares que também oferecem proteção antitérmica (ajudam a controlar a temperatura da pele) e têm textura fluida, espalham fácil e são rapidamente absorvidos pela pele, mesmo tendo um FPS alto, como o 99. “O envolvimento da brasileira com essa categoria de produtos está aumentando e hoje ela já não aceita qualquer tipo de apresentação. A consumidora sabe que um cosmético pode oferecer, além de proteção eficiente, muitas outras qualidades complementares e vem reivindicando mais sofisticação nas formulações”, citou Fernanda Bruzadin, diretora sênior de pesquisa e desenvolvimento da Johnson & Johnson Consumo, ao Caderno de Tendências 2019-2020 da ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), produzido em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). A declaração da expert ajuda a entender porque esses novos filtros ainda nutrem, hidratam, melhoram a imunidade cutânea e ajudam a fortalecer a barreira de proteção natural da pele – tudo graças à formulação com vitaminas, antioxidantes, ácido hialurônico e ativos que estimulam a produção de colágeno.

PROTETOR COM EFEITO DE MAKE

De olho no caso de amor da brasileira com a maquiagem, muitas marcas marcaram um golaço ao lançar protetores solares que trazem os mesmos benefícios mágicos e imediatos até então encontrados apenas no BB cream e no primer. Vale esclarecer que o primeiro caso não tem nada a ver com os já conhecidos filtros com cor – na verdade, cores, já que há opções específicas para cada tom de pele. Isso porque, os novos filtros com apelo de BB cream oferecem a chamada cor universal, que têm pigmentos leves que se adaptam a todos os tons de pele (da branquíssima à negra) e ainda cumprem a função característica do BB cream de camuflar poros, controlar o brilho e deixar o rosto não só com cara, mas de fato bem cuidado.

Já o protetor com ação de primer oferece o que se espera desse tipo de make: absorção da oleosidade da pele, textura macia e fácil de espalhar até nas curvas e contornos mais difíceis do rosto, como as narinas e a linha do cabelo. Os poros também são disfarçados, assim como as rugas e linhas de expressão, e, lógico, oferecem uma ajudinha extra para aumentar a fixação da maquiagem que é aplicada logo depois desse tipo de protetor.

PROTETOR TAMBÉM CONTRA A POLUIÇÃO

A moda dos cosméticos antipoluição, apontada como forte tendência para 2019 e 2020 pela ABIHPEC, também inspirou a nova gama de protetores. Resultado: eles trazem filtros contra a radiação solar e ativos com o atual conceito de blindagem, capazes de evitar que poeira, fuligem e fumaça atinjam e se acumulem na pele. Assim, a sujidade não só deixa de obstruir os poros, como evita o aumento da produção de oleosidade e as chances de você ter acne e pontos pretos, principalmente na testa, no nariz e no queixo, a chamada zona T, protegendo contra a intoxicação dos tecidos. Excelente notícia, já que as toxinas prejudicam a microcirculação de sangue bem como a oferta de oxigênio e nutrientes para as células da pele. Resultado: há uma alteração da barreira de proteção cutânea e do metabolismo celular, favorecendo a formação de radicais livres que degradam o colágeno e as fibras elásticas, acelerando o aparecimento de linhas finas, rugas, sulcos e flacidez.

PROTETOR COM AÇÃO DE ANTI-IDADE

Queridinha de dermatologistas e esteticistas, a vitamina C é outra que foi parar também dentro do protetor solar. Um casamento perfeito: o ativo tem comprovação científica de segurança e eficácia na redução dos danos provocados pelo sol, possui ação clareadora e estimula a produção de colágeno. Nessa proposta de protetores que também combatem o envelhecimento precoce, ainda há fórmulas que trazem outros antioxidantes, além de ativos hidratantes e redensificadores da pele, entre eles o ácido hialurônico, que é outra paixão nacional por ajudar a preencher e minimizar a aparência das rugas e marcas de expressão.

PROTETOR ATÉ DA LUZ DO CELULAR

Atualizar as formulações para atender à nova demanda por proteção total, uma vez que as pesquisas científicas apontam os prejuízos causados por energias luminosas que não eram tão consideradas anteriormente, é outro movimento global apontado no Caderno de Tendências 2019-2020 da ABIHPEC. Isso explica a oferta de filtros solares com um escudo multieficiente, já que além de formarem barreiras poderosas contra os raios solares, também protegem contra a luz visível e a luz azul, emitidas por lâmpadas, celulares e computadores, que, assim como o astro-rei, favorecem o processo oxidativo e o aparecimento de manchas.

Com tantas opções, para não errar na hora de escolher seu próximo protetor solar, o ideal é conversar com seu dermatologista para saber quais as reais necessidades da sua pele e aí sim investir em boas marcas, com tudo que sua pele merece para continuar saudável e bonita. Sempre com filtro, é claro!